Você está aqui:Página Inicial > Educação > Dia movimentado na Semana da Criança promovida pelo NAEEI

Dia movimentado na Semana da Criança promovida pelo NAEEI

Com o objetivo de vencer as barreiras do preconceito e promover a inclusão, o Núcleo de Atendimento Especializado a Educação Inclusiva (NAEEI) realizou nesta terça-feira (10), palestra sobre Distensão Muscular e um Desfile dos alunos com deficiência. O evento aconteceu no Auditório da Educação, na Etapa A.

 

Ao todo, 20 crianças e jovens desfilaram, com idades entre 5 e 20 anos, que usaram looks e desfilaram na passarela. O desfile é um desdobramento da Semana da Criança, que tem como objetivo a inclusão por meio de atividades sociais e culturais. Entre as atividades estão oficinas, palestras e passeios.

 

O evento é uma forma de socializar os alunos, visto que os atendimentos são individuais e nesta semana, especialmente, estão sendo de forma coletiva.

 

De acordo com uma das idealizadoras do evento, diretora Wilma Lúcia, as crianças que vão participar têm paralisia cerebral, síndrome de Down, e outras doenças que afetam o desenvolvimento físico e mental.

 

“O nosso objetivo principal é a quebra do preconceito e fazer a inclusão social dessas crianças. É uma chance de mostramos que todos são capazes. Todas essas crianças são especiais e não somente devido à deficiência, mas pela história de vida”, salientou a diretora.

 

Para as mães das crianças e jovens com deficiência, o evento é uma forma de socializar e, acima de tudo, mostrar para a sociedade que os deficientes também podem fazer coisas que pessoas normais fazem.

 

Mãe do pequeno Lucas Bernardo, 8, a dona de casa Rosa Maria, é só elogios ao projeto. “O Lucas tem down, nunca imaginei que iria existir um projeto desse como o NAEEI, no meio de tanto preconceito. A sociedade ainda é muito preconceituosa. Mas, depois dele começar a participar, eu vi a mudança nele. Esse projeto é maravilhoso”, falou.

 

Na palestra dada pela fisioterapeuta Ayanne Castro, foi falado sobre distrofia muscular. A doença leva a degeneração muscular e as formas começam na infância.

 

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Valparaíso de Goiás

Compartilhar

Desenvolvido por