Você está aqui:Página Inicial > Educação > Escola Estadual Céu Azul retoma atividades com apoio de equipe multidisciplinar do governo municipal

Escola Estadual Céu Azul retoma atividades com apoio de equipe multidisciplinar do governo municipal

A Escola Estadual Céu Azul retornou as atividades na manhã desta quinta-feira, 16 de maio. Em ato solene e de homenagem à família do professor e coordenador pedagógico, Júlio César Barroso de Sousa (41), o governo estadual, municipal, equipe pedagógica, servidores e alunos manifestaram-se com mensagem de paz e esperança.

Durante os últimos dias, logo após o crime que vitimou o coordenador, além do apoio da Secretaria de Estado da Educação (Seduce), o governo municipal, por meio da Secretaria de Educação, direcionou equipe multidisciplinar com psicólogos, terapeutas e assistentes sociais que auxiliaram a equipe escolar no processo de retomada às atividades. “A SEDUCE nos ajudou muito com o trabalho inicial da equipe gestora e corpo de servidores. Nós tivemos também um grande apoio da Prefeitura de Valparaíso de Goiás, que nos disponibilizou todo sua equipe. E agora, com a saída da equipe multidisciplinar de Goiânia, estaremos lincados com o governo municipal na continuidade dos trabalhos com todo o corpo discente e docente”, pontuou a coordenadora geral da regional de ensino de Educação, Carla Moreno.

A escola ganhou uma repaginada, com pintura nova e a sala de professores, palco do crime, mudou de local. Além disso, o governo do estado entregou uma placa em homenageia ao professor que traz a mensagem bíblica “Todas as cooperam para o bem daqueles que amam a Deus”. Uma praça instalada no pátio do colégio também vai homenagear o professor.

Durante os dias 16 e 17 de maio os alunos vão participar de atividades diferenciadas, como oficinas de canto, música, teatro, pintura, grafite e palestras diversas.  “Hoje estamos acolhendo nossos alunos e servidores da melhor maneira possível. A previsão é que as aulas retornem na segunda-feira (20), mas nós temos que sentir qual vai ser a resposta dos nossos alunos”, completou a coordenadora.

O prefeito Pábio Mossoró deixou uma mensagem de otimismo e pediu que a família e os alunos colaborem com a cultura do respeito ao profissional da educação.  “Nós ficamos abalados com o fato ocorrido, a gente acha que as coisas nunca vão acontecer conosco ou próximo à gente. Nós discutimos junto ao governador Caiado algumas ações para tranquilizar a sociedade valparaisense. A estrutura física por si só não resolve, nós temos que ter a estrutura humana e a estrutura familiar neste processo. Nossa equipe educacional esteve presente ofertando total apoio aos servidores dessa unidade porque entendemos que a escola é do estado, mas, o aluno vive no município, ou seja, essa escola também é nossa e a responsabilidade é de todos nós. A Escola Estadual Céu Azul tem quase 30 anos de existência e vai ficar a cicatriz, contudo, essa marca deve ser superada com trabalho, dedicação e respeito aos profissionais da educação e os alunos fazem parte dessa corrente, vocês têm que dar apoio aos nossos educadores”, ressaltou.

Pábio aproveitou o momento para ressaltar a colaboração do município no que diz respeito à segurança. “Nós temos aqui em Valparaíso um banco de horas pago à Polícia Civil e Polícia Militar. A delegacia funciona no fim de semana, antes não funcionava. O comandante Artur da PM também já se colocou à disposição para a volta do Batalhão Escolar”, destacou.

A professora Juliana Lima do Carmo, irmã do professor Júlio Cesar, representando toda a família enlutada, direcionou sua mensagem aos jovens alunos.  “Desde 2009 eu trabalho transformando vidas e nunca pensei que um jovem fosse tirar a vida do meu irmão. Meu irmão foi criado sem pai, mas nem por isso ele foi uma pessoa ruim, ele fez a educação transformar a vida dele. Eu espero que a educação continue transformando vidas. Vocês jovens são o futuro, coloquem Deus na vida de vocês porque Deus é tudo e, que a educação não morra dentro da gente”, concluiu emocionada.

O Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, destacou que o estado está desenvolvendo ações firmes de segurança e não permitirá que o crime continue atuando nas escolas. “Como explicar uma escola ser ambiente aonde são vários os fatos que levam à violência, à agressão, ao desrespeito e à falta de sensibilidade com o ser humano? Professor não pode ser ameaçado e nem desrespeitado por quem quer que seja. Professor é autoridade! Não é admissível que as escolas sejam reduto do crime, no estado de Goiás isso não vai mais acontecer”, completou.

A Escola Estadual Céu Azul recebe alunos do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. Atualmente conta com mais de 1.400 alunos divididos nos turnos matutino, vespertino e noturno (EJA).  

Durante a solenidade, o coral da Seduce, sob regência do Subtenente Wilmar, através das músicas entoadas deixaram mensagens de fé e esperança. Participaram do evento a secretária de Educação de Goiás, Fátima Gaviolli, o diretor da unidade escolar, Renato de Almeida Araldi, os familiares do professor Júlio, autoridades estaduais e municipais, servidores, alunos e imprensa.

Assessoria de Comunicação do Governo Municipal de Valparaíso de Goiás 

 

 

 

Compartilhar

Desenvolvido por